Pages

11/25/2009

ESTAREMOS NO TEATRO POPULAR UNIÃO E OLHO VIVO NO DIA 06 DE DEZEMBRO



CONTADORES APRESENTAM CURRA-TEMPEROS SOBRE MEDÉIA NO TEATRO POPULAR UNIÃO E OLHO VIVO - DIA 06 DE DEZEMBRO - GRATUITO




amigos Contadores....




dia 06 de dezembro estaremos no Teatro Popular União e Olho Vivo, do Cezar Vieira. Será nossa última apresentação do ano e queremos mais uma vez celebrar entre amigos.... o espetáculo é nosso ritual com comida, dança, música e um mito ritualístico.... apareçam.... a entrada é franca...




O TUOV fica na rua Newton Prado 766, no Bom Retiro - próximo a quadra da Gaviões.




de carro tem que pegar a marginal, av do estado... enfim.... saiam antes de casa pra garantir....





7/07/2009

COMA-ME (FILME)

povo contadores...

esse é das antigas...
trata-se de um curta metragem em vídeo realizados pelos contadores em 2001. Segue o link.

http://www.youtube.com/watch?v=Ll19g2ijqmw

6/28/2009

GALPÃO ARTHUR NETTO - um espaço de atitude teatral




Povo Contadores é com grande prazer que gostaríamos de convidá-los a conhecerem o Galpão Arthur Netto de Cultura e Cidadania, que é um espaço muito bacana, sobretudo para teatro. é uma atitude de um grupo chamado Cia do Escândalo, que tem uma trajetória respeitável, integra e ousada. O Galpão Arthur Netto fica em Mogi das Cruzes, na rua Fausta Duarte de Araújo, 23 – Jd Santista, esquina com a Rua Rui Barbosa, próximo ao Hospital Ipiranga. O mapa está em anexo. É objetivo do espaço firmar uma agenda de muitas atividades que se transforme numa alternativa de diversão e reflexão para a população e de local de produção e apresentação para a classe artística da região do Alto Tietê. Por isso teremos sempre muito teatro, música, dança, artes plásticas, cultura popular, cinema, incluindo uma programação de cursos e oficinas de arte e também debates sobre cultura e cidadania. E a primeira temporada é deste humilde grupo com o espetáculo “Curra – Temperos Sobre Medéia”. São atitudes como essa que nos fazem prosseguir um pouco mais.... Borandá!!! Evoé novo espaço!!!!

6/01/2009

TV CONTADORES DE MENTIRA É PREMIADA NO EDITAL PONTOS DE MIDIA LIVRE




A TV CONTADORES DE MENTIRA foi contemplada no Edital Prêmio Pontos de Mídia Livre do programa Cultura Viva do MINC. ATV Contadores de Mentira é uma espécie de “megafone da população, uma TV POVO que serve de facilitador de informações da comunidade dialogando entre si e fora dela. Faz parte da estrutura ajudar a população a conhecer sua própria região e entender quais suas identidades históricas, culturais, e fomentar o crescimento econômico.” Isso tudo feito com bom humor através de um grupo de teatro, que neste caso é também jornalismo. Com o prêmio, o grupo vai criar um web site com recursos 2.0 e veicular uma TV na Internet. “A idéia é que a comunidade possa ter um canal de diálogo que não teriam nos meios formais de comunicação. Para nosso grupo é uma grande chance de dialogar com a cidade e provocar a idéia de que um grupo de teatro vai além do espetáculo produzido. Nosso projeto é um campo vasto de ações e atitudes como grupo

Para saber um pouco mais....
Foram quase 400 iniciativas inscritas, de todas as regiões brasileiras, com propostas inovadoras e que refletem a evolução da comunicação livre no país. Pouco mais de três meses após o lançamento inédito do edital de Pontos de Mídia Livre, durante o Fórum Social Mundial, em Belém (PA), as secretarias de Cidadania Cultural (SCC) e de Articulação Institucional (SAI) do Ministério da Cultura (MinC) anunciam os vencedores da premiação.
No total, 78 projetos foram contemplados, sendo 15 na categoria Regional/Nacional – com o prêmio de R$ 120 mil cada – e 63 na categoria Local/Estadual – com R$ 40 mil distribuídos individualmente. Os recursos disponibilizados são da ordem de R$ 4,3 milhões.
Com este resultado, o MinC cumpre a missão de democratizar a comunicação social feita no Brasil e permite que iniciativas que estão fora das grandes corporações midiáticas tenham voz e expressem o anseio de suas comunidades. Principal incentivador da ideia, o secretário de Cidadania Cultural do MinC, Célio Turino, afirmou que o prêmio dá visibilidade aos projetos de comunicação alternativos aos da mídia de mercado. “Estabelecemos, assim, novas relações de comunicação e passamos a entendê-la como direito humano básico”.
Os Pontos de Mídia Livre são uma ação do programa Mais Cultura, que integra a agenda social do governo federal. “O objetivo é apoiar iniciativas de comunicação social participativas e interativas”, reforça a secretária de Articulação Institucional Silvana Meireles, coordenadora do Mais Cultura.
A comissão julgadora, formada por representantes do MinC e profissionais com experiência na área, observou critérios como proposta editorial, qualidade estética, grau de interatividade,tiragem/audiência, repercussão e regularidade das iniciativas de comunicação inscritas. Como as propostas vieram de vários lugares e com diferentes suportes de mídia, a comissão avaliadora verificou se os ganhadores contemplavam todas as regiões brasileiras e distribuiu, de forma equilibrada, prêmios nas áreas de audiovisual, impresso, multimídia, rádio e web.
O objetivo do prêmio foi apoiar iniciativas de comunicação livre existentes no país – seu alcance, êxitos, problemas e necessidades, bem como as possíveis ações que o Estado brasileiro pode organizar para apoiá-las. Foram premiadas propostas que se iniciaram até 1º de julho de 2008.


5/08/2009

carta aberta - o teatro de suzano

Povo Contadores....

como se sabe os CONTADORES DE MENTIRA fazem parte do processo de construção política e organizativa na áreaa teatral em suzano e no Alto Tietê.... assim, fomos chamados para discutir o momento atual e as necessidades da área com o poder público... segue abaixo carta escrita coletivamente pelos grupos de teatro de suzano e outros parceiros de Poá e Mogi das Cruzes... traçamos abaixo um pequeno panorama e as necessidades que virão daqui pra frente

CARTA ABERTA -
O TEATRO DE SUZANO

Falar do movimento de teatro em Suzano é entender que o teatro nesta cidade assumiu o seu papel de incomodar, inquietar, provocar e devolver as pessoas a liberdade de imaginação e de julgamento.

Foi a partir de um pensamento sobre a formação artística sedimentado sob a responsabilidade do poder público possibilitando os meios, as ferramentas e o ambiente necessário para que o movimento teatral explodisse no melhor sentido da criação que, a partir de 2005, Suzano deixou de ser uma cidade desprovida de crítica e auto estima.

São muitos os avanços em referência e instrumentalização que permitiu que a cidade mudasse o eixo da criação teatral na região do Alto Tietê e o Galpão das Artes é apenas um dos exemplos.

A Secretaria de Cultura de Suzano cumpriu as primeiras etapas históricas deste movimento, circulando na cidade, através da Mostra de Referências Teatrais, espetáculos de grupos importantes e de excelência artística e ligados a movimentos organizados de grande importância no país. Foram mais de 100 espetáculos que a cidade recebeu desde 2005 colocando a cidade na rota de apresentações desses grupos e companhias que antes nunca passaram por aqui.

Os grupos daqui também se organizaram e hoje, com a parceria da APAC – Associação Paulista de Artes Cênicas que gerencia, provoca, estimula os grupos da cidade além de ajudar na construção de um processo de crescimento no teatro.

Hoje existem 13 grupos organizados em um COLETIVO CÊNICO que realizou temporadas de teatro na cidade através de uma ocupação no Galpão das Artes. A APAC, o COLETIVO CÊNICO, a Secretaria de Cultura são a tríplice do movimento.

As temporadas no Galpão das Artes chegaram a um público considerável desde 2006 com uma média de 2000 (duas mil) pessoas por ano. Além disso, eventos como o Panetone Cênico com três edições realizadas, o Festival de Comédia e participação efetiva na Mostra de Referências Teatrais foram de enorme sucesso de organização e participação popular.

É bom destacar também o apoio que a APAC tem dado a outros setores, acolhendo grupos da região e também de outras cidades, circulando idéias, promovendo grupos e apoiando, por exemplo, a 2ª Mostra de Artes Cênicas do Opereta (Poá).

Importante frisar que estamos falando de público espontâneo e freqüentador do espaço.

Dito isto, é hora de avançar e entender o que o movimento quer discutir e ampliar. É bom entender que existem grupos amadores e iniciantes mas também grupos mais experientes e que possuem necessidades diferentes entre si. É importante apoiar a produção destes grupos e entendê-los como profissionais. Para isso é necessário investimento e fomento à produção.

Mas só a produção não é o suficiente. Depois de pronto, o espetáculo deve circular e percebemos que a cidade deve estruturar seus equipamentos públicos para receber também a gama de produções que já é realizado pelas artes cênicas da cidade e região. Para isso a descentralização de bens artísticos deve ser apronfudado dentro do pensamento de acolhimento do público para que sirva também como formação crítica daquilo que vê.

É necessário melhorar a qualidade da formação especificamente teatral, já que hoje contamos apenas com oficinas básicas de iniciação. Deve-se lembrar que o projeto de formação iniciado em 2005 e que se extendeu até 2006 possibilitou a formação de vários grupos teatrais que existem até hoje.

É preciso garantir e exigir a excelência artística na região e na mesma proporção permitir que grupos iniciantes possam experimentar o aprendizado e ter acesso a bons orientadores. Para isso, a formação específica é fundamental nesse momento.

É hora também de garantir leis, verbas e editais para que os futuros governos não possam, a partir de nenhum argumento, destruir ou enfraquecer o movimento teatral desta cidade.

Assim elencamos alguns tópicos como referência e diretriz:

· Liberação de espaços públicos com isenção de taxas mediante a contrapartidas para ensaios, projetos, apresentações, aulas e outras atividades dos grupos locais;

· Garantir investimento em espetáculos dos grupos locais que possuam excelência artística e/ou trajetória legitimada;

· Garantir a manutenção do Galpão das Artes no que se refere a equipamentos e divulgação permanente, bem como funcionários e técnicos responsáveis;

· Garantir orçamento público para o fomento a grupos subdivididos em projetos de circulação, formação, produção e continuidade;

· Garantir a legislação de eventos já constituídos e legitimados na cidade como a Mostra de Referências Teatrais e Panetone Cênico;

· Garantir uma formação teatral continuada sem generalizações levando em conta as especificidades da área (dramaturgia, direção, iluminação, sonoplastia, cenografia, figurino, interpretação avançada, história, etc.)

· Garantir a qualificação e execução de editais públicos e destinar verbas e critérios para a produção

· Garantir acesso aos bens culturais

· Garantir o debate permanente entre a secretaria de cultura e os segmentos.

· Instrumentalizar os espaços ainda inacabados como o Centro Cultural Colorado, Centro Cultural Boa Vista, Centro Cultural Palmeiras e o Pavilhão da Cultura Afro.

· Garantir espaço prioritariamente aos artistas locais levando em conta sua trajetória e excelência artística.

Assinam este documento:

APAC – ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE ARTES CÊNICAS

COLETIVO CÊNICO DE SUZANO

CIA CAIXA DE NOZES

CIA DO CHUCHU

CONTADORES DE MENTIRA

CIA ECLIPSE DE TEATRO

CIA DO ESCÂNDALO

GRUPO FABULATORES

LABORATÓRIO DE MANIPULAÇÃO

QUÂNTICA TEATRO LABORATÓRIO

NÚCLEO SUPIMPA

NÚCLEO TEATRAL OPERETA

TEATRO DA NEURA

TRUPE PARABOLANDOS

CIA SINDROME

Todos os grupos representados pela APAC – ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE ARTES CÊNICAS

4/04/2009

agenda de abril....

Povo Contadores...

nesta quarta feira dia 08... faremos uma leitura poética no Centro Cultural Colorado para alunos do colégio (ai ai ai que agora não lembro o nome) por conta de um convite de um amigo professor e filósofo Marco Maida.... A atividade faz parte de um ciclo sobre Machado de Assis.... e estaremos lá.... brincantes.... apareçam....

os contadores agradecem a presença....




amigos.... foi uma bela celebração essas últimas apresentações do Curra - Temperos Sobre Medéia ... Quase 600 pessoas lotaram o pequeno Galpão das Artes.... Obrigado pelo momento único!


fotos de Wanderley Costa










3/29/2009

dia 03 de abril tem apresentação do CURRA - Temperos Sobre Medéia

CURRA - TEMPEROS SOBRE MEDÉIA
próxima apresentação no dia 03 de abril no Galpão das Artes - Rua Nove de Julho, 267 -Centro - Suzano
celebremos!!!!


comentário de uma amiga sobre o espetáculo CURRA - TEMPEROS SOBRE MEDÉIA

Comentário de Marta Dantas (Atriz) deixado no orkut
Caro Cleiton,que experiência foi essa no dia do Teatro, meu Deus, ou Deuses, que seja... sensações, transpirações, canções, aromas, música, luzes, sombras, risos, lágrimas e a certeza de ter compartilhado de um trabalho idealizado e concretizado com apuro, esforço, pesquisa e paixão... ainda lembro da Médeia de 17 anos atrás, e posso lhe afirmar que a de agora me abocanhou... e olha que eu estou adorando cada mastigada... rá, rá, rá!Obrigada pelo convite.BeijosMARTA DANTAS

3/09/2009

CURRA - TEMPEROS SOBRE MEDÉIA



povo Contadores....





dias 27 de março e 03 de abril às 20h, no Galpão das Artes (rua nove de julho, 267 - Centro - Suzano) apresentaremos o espetáculo CURRA - TEMPEROS SOBRE MEDÉIA


quem já viu, pode ir novamente porque as experiências estão mais festivas. Os músicos e a música estão mais presentes.... os cheiros estão mais fortes e a "batucada" entrou no terreiro....

vamos fazer mais uma vez uma experiência festiva.... compareçam... os ingressos estão custando R$10,00 (inteira) e a meia entrada serve para quem nos avisar antes além de idosos e estudantes como é de praxe....


abaixo segue o release.... para quem quer saber mais....
dramaturgia e direção: Cleiton Pereira
Em cena: Ailton Barros, Ailton Ferreira, Cleiton Pereira, Daniele Santana, Drico de Oliveira, Katleen Ferreira, Patrícia Oliviera
Direção Musical: Meyson
Músicos: Meyson, Leandro Pellagio, Juá de Casa Forte, Memeu Cabral
Iluminação: Taciano L. Holanda
Figurinos: Ailton Barros e Katleen Ferreira
realização: CONTADORES DE MENTIRA e APAC (aSSOCIAÇÃO pAULISTA DE aRTES cÊNICAS)
Produção: VITOR SOUZA - Núcleo Base Produções Artísticas
O espetáculo Curra – Temperos Sobre Medéia é uma confraternização ritualística fruto de pesquisas na cultura oriental cuja fonte é o corpo e suas energias. “É um espetáculo pra se sentir. Um banquete antropofágico repleto de cantos, danças e boa comida”.O mito de Medéia é o eixo central que é recortado em estruturas de dança, canto, rituais, comida e emoções sensoriais. No espetáculo é servido um banquete e o público é convidado a experimentações gustativas através do paladar e do olfato. Além disso, experiências de corpo em transe e o conceito de jogo sobrepondo a cena são a base deste espetáculo. Não é de hoje que os Contadores de Mentira focam suas pesquisas no corpo tendo transitado na cultura popular, no medievo, no teatro e danças orientais e nas artes marciais. O espetáculo é a predominância do jogo essencial, onde os atores não possuem cenas definidas, mas jogos e regras estabelecidas em um itinerário de energias. Por fim, o espetáculo restabelece o mito clássico transformando a tragédia em um ritual de celebração.