Pages

7/26/2012

CURRA-TEMPEROS SOBRE MEDÉIA, no projeto REVIRARUA do grupo ENGASGA GATO


Estivemos lá... no Projeto Revirarua do grupo ENGASGA GATO, em Ribeirão Preto
a gente vai descobrindo outras tantas histórias... e estes estão no último andar.. donde se avista tanta coisa...
 O evento chega para ocupar o espaço público e patrimônios históricos do centro da cidade com ações artísticas e culturais ...
ali cachaceamos... numa casa incrível cheia de história...
esta apresentação em especial agradece especialmente a Dilson Rufino e Patrícia Albuquerque... que nos apresentaram os meninos e meninas do Engasga Gato...
povo incrível...



CURRA-TEMPEROS SOBRE MEDÉIA... na ARCA, em Ribeirão Pires

A ARCA é uma tribo de gente boa... de parceiros... de batalhadores que assim escolheram suas raízes... São de Ribeirão Pires... cidade fria... esquentada nas mãos dessa tribo bárbara...
esta tribo mora na encosta de um morro... no caminho  de uma linha férrea...
ali fomos bem recebidos debaixo de uma lona... num quintal...
com um pé de limão...
ali ritualizamos...
ali quebrou a panela...
desceu a borboleta...
e o fogo.. tão doce...
nos avisou...




O INCRÍVEL HOMEM PELO AVESSO... no Festival de Teatro de Suzano

Sim... somos de Suzano.. compartilhamos em nossa Ilha... e este Festival é um mergulho num rio que quase sempre insiste em ser um córrego... mas flui... e nos movimenta... é o nosso quintal... olhando para a casa que olha o jardim....

O Incrível Homem Pelo Avesso... no Pombas Urbanas

ah... o ofício... 

este que nos faz cruzar as fronteiras e localizar outras ilhas...


lá estivemos... com "O Incrível Homem Pelo Avesso" no Pombas Urbanas, na Cidade Tiradentes... Se há um grupo que consideramos parceiros de verdade e entenda-se parceiro uma reciprocidade das tensões este grupo é o Pombas Urbanas... gente cuja generosidade tem transformado nosso caminho...

foi um dia especial...
porque entramos em crise... porque esta apresentação nos colocou cheio de perguntas e porque olhamos para nosso "dentro" à partir dessa apresentação... foi bom retornar às origens e oferecer risco em nosso mergulho... foi bom olhar pra nós e notar nossas fragilidades... depois da crise.. que percebemos... será para uma vida inteira... retomamos o caminho que nos era... e que ainda é... cheio de incertezas...
depois dessa crise... podemos olhar o muro alto e ver o que atrás dele talvez possa existir... o passado já não é algo que fica atrás.. não é horizontal... é para nós vertical... e está acima... e nós... com os calcanhares levantados apoiados pelos dedos dos pés... num mergulho voluntário na surpresa...